Archive for março \25\UTC 2009

Como começar?

25/03/2009

No mergulho, um bom treinamento é essencial, por isso existem três maneiras de começar a carreira de mergulhador: as splash parties, os resort courses e os cursos básicos.
As splash parties são há anos o meio mais comum de apresentar o mergulho às pessoas, e estão se tornando cada vez mais comuns no Brasil. São organizadas por escolas de mergulho em conjunto com clubes e academias. Nelas, em geral após uma palestra com slides ou vídeos e algumas instruções rápidas, você poderá experimentar a sensação de mergulhar em uma piscina, acompanhado de um instrutor, em condições absolutamente controladas e a um custo muito pequeno Já os resort courses foram criados para levar ao mundo submarino, pessoas que visitam lugares como o Caribe, Fernando de Noronha ou Angra dos Reis. São cursos bastante resumidos que habilitam a mergulhar sob a supervisão de um instrutor em condições específicas, mas estão longe de realmente credenciar um mergulhador. Por isso, a verdadeira porta de entrada para o mergulho é o curso básico de mergulho autônomo (Open Water Diving), que consiste em cerca de 20 horas de aulas teóricas e práticas, e pelo menos 3 mergulhos no mar. Você aprenderá o essencial sobre o equipamento, como usá-lo, que atividades desenvolver debaixo d’água, como lidar com situações de emergência e o que são palavras como “descompressão” e “barotrauma”.

Interessou? Então veja qual a melhor maneira pra você mergulhar e procure uma loja de mergulho credenciada.

Anúncios

Paraíso Desconhecido

24/03/2009

Alguém já ouviu falar de Barra Grande de Camamu? Ninguém imagina, mas esse é um destino imperdível para os amantes do mergulho e da natureza. Esta vila se localiza na península de Maraú (“luz do sol ao amanhecer”, em tupi), no litoral baiano, que se manteve inexplorada durante muito tempo e abriga belíssimas paisagens e águas de fazer inveja a qualquer ilha caribenha. Para os mergulhadores de plantão, o mar é excelente para a atividade durante o ano todo e, de quebra, no inverno, pode-se observar a beleza das baleias-jubarte se exibindo pelas águas claras. Com certeza, é um lugar que vale a pena conhecer!

Bobó de Camarão

23/03/2009

Nada melhor do que começar a semana com uma comidinha maravilhosa não é mesmo?Dá ânimo pra semana toda e ajuda no bom humor. Aqui vai uma receita de um bobó de camarão que rende 10 porções! Chame os amigos e mude o happy hour de hora e lugar!

Ingredientes:

2 kg de camarão
2 kg de mandioca
1 kg de tomate
1/2 kg de cebola
1 lata de creme de leite
1 vidro de leite de coco
1 litro de água
4 tabletes de caldo de peixe
sal a gosto

Modo de Preparo:

Limpe os camarões e retire a casca. Tempere os camarões e reserve em um recipiente por uma hora. Depois disso coloque os camarões para cozinhar em um litro de água e cubos de caldo de peixe, por mais ou menos quinze minutos. Retire o camarão com uma escumadeira. Coloque o aipim cortado em cubos nessa água e bata no liquidificador até que forme um creme. Separe esse creme em um refratário. Em outra panela misture o creme de leite e o leite de coco, tempere com sal à gosto e misture com o creme do aipim. Com o camarão já limpo faça um molho com os tomates e a cebola. Depois coloque o creme já pronto em refratário e jogue o molho com os camarões por cima. Sirva com arroz fresco e BOM APETITE!

Da piscina para o mar…

22/03/2009

Para quem acaba de concluir o curso de mergulho ou até mesmo para aqueles que já o praticam, aqui vão algumas dicas  que farão a diferença debaixo d’água:

1. Sempre  mostre sua presença, diga quando partirá e qual marca pretende atingir;

2. Não escolha roupas escuras como preto ou azul marinho. Você fica invisível dentro d’água;

3. Pare de olhar seu relógio ou seu profundímetro. Você tem toda a vida para progredir;

4. Não solte o ar dentro d’água, guarde-o;

5. Jamais fique no fundo, mesmo se estiver se sentindo bem. Prefira a apnéia estática quando estiver próximo à superfície.

Conflitos Navais da Costa Brasileira

22/03/2009

Ao contrário do que muitos pensam, aconteceram diversos conflitos navais na costa brasileira. O mais recente deles foi na Segunda Guerra Mundial, e só foi possível com o fornecimento pelos americanos, de aviões, treinamento de soldados, navios e da criação da base militar de Parnamirim Field em Natal. A base de Parnamirim foi inicialmente criada com o objetivo de facilitar uma invasão aliada à África, mas acabou sendo usada como apoio à patrulha costeira.
Na costa brasileira, centenas de navios foram afundados. Alguns já foram localizados e são mergulháveis atualmente. Esses são alguns deles: Campo, Elihu B.Washburne e Itapagé.
Dos vários submarinos que atacaram e afundaram navios na costa brasileira, alguns encontraram aqui seu destino final. Foram destruídos por aviões ou navios. Um destes submarinos, o U-199 foi atacado e afundado por uma tripulação brasileira, fato que causou grande satisfação à população. O avião que realizou este feito, o Consolidated pby Catalina, foi batizado mais tarde de “Arará” e sua tripulação foi condecorada.
Os submarinos afundados na costa brasileira são: U-128, U-161, U-164, U199, U-507, U-513, U-590, U-591, U-598, U-662 e o italiano Arquimede.

Por ser um tipo de embarcação mais raro, o naufrágio de submarinos desperta muito interesse nos mergulhadores. No Brasil, nunca foram, encontrados destroços de U-BOATS – abreviação de  “Unterssebooten” – (submarinos Alemães), altamente explorados nos Estados Unidos e Europa. Os U-BOATS são o grande sonho de mergulhadores brasileiros de naufrágio.

Quem sabe não há um escondido nessa vasta área costeira?

“Abra os Olhos!”

21/03/2009

Foi graças a essa frase dita pelos navegantes do séculos XVI que se aproximavam do arquipélago localizado ao sul da Bahia – já que suas exuberantes formações de corais causavam inúmeros acidentes às embarcações – que Abrolhos ganhou esse nome. Primeiro Parque Nacional Marinho da América do Sul, é um excelente destino para quem deseja desfrutar de uma das mais belas paisagens marinhas do país, com suas belas formações coralíneas – algumas existentes apenas nessa região do mundo-, grande variedade de vida submarina e águas excepcionais, além de estar localizado no nordeste, uma das regiões mais quentes e acolhedoras do Brasil!

Não deixe de conhecer esse paraíso, que há muito tempo chama a atenção de todos que passam por ali!

A História do Neoprene

21/03/2009

O neoprene, um tipo de borracha sintética expandida sob alta pressão e temperatura, foi manufaturado pela primeira vez em 1930, pelos pesquisadores Arnold Collins e Wallace Carothers, na fábrica da Dupon, e foi o primeiro produto composto de borracha sintética comercializado em massa. Atualmente, devido as suas características especiais, o neoprene é amplamente utilizado em diversos segmentos, pois, dentre suas vantagens, estão o fato de ser flexível, durável, resistente a óleos, ao Sol e as mais diversas condições climáticas. No caso da utilização em roupas para esportes aquáticos, como o mergulho, a grande vantagem é a proteção térmica. Seu uso em roupas de mergulho foi iniciado em 1950 por Hugh Bradner, que na época trabalhava na Marinha Norte-Americana.

Roupa de Mergulho de Neoprene

Roupa de Mergulho de Neoprene

A 1ª roupa de mergulho

20/03/2009

A primeira roupa de mergulho foi criada em 1715 e era chamada de “barril de mergulho”. Possuía 1,8 metro de comprimento e  duas saídas seladas de borracha para as mãos. Além de um visor protegido com vidro espesso. Dá pra imaginar??

A  foto abaixo mostra como era essa roupa.

1ª Roupa de Mergulho

1ª Roupa de Mergulho

Mergulhe nessa Leitura

19/03/2009

Oi galera, tudo bem? Esse é o Até Debaixo D´água, um blog que vai dar dicas de mergulho, praias, culinárias típicas, equipamentos, curiosidades e tudo relacionado a área. Até Debaixo D´água é escrito por três alunas da PUC-SP apaixonadas pelo tema.

Sejam bem-vindos e mergulhem nessa leitura!